Cuiabá, 17 de Janeiro de 2018

EM COLNIZA

Sábado, 16 de Dezembro de 2017, 15h:13 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Três suspeitos de matar prefeito são presos pelo Garra

Da Redação

(Foto: PJC-MT)

GARRA 2.jpg

 

Três suspeitos de assassinarem à tiros o prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes (PSB), o Vando Colnizatur, na noite de sexta-feira (15), foram presos na madrugada deste sábado (16) pelo Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra). A informação foi confirmada pela Polícia Civil na manhã de hoje, porém, as investigações apontam que outros suspeitos também estejam envolvidos no crime.

 

A prisão já faz parte da força-tarefa montada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), que uniu as policias Civil, Militar .

 

O crime foi registrado na Avenida Sete de Setembro, na região central do município. No momento do assassinato, os suspeitos se aproximaram de carro e, logo, em seguida, dispararam a arma e fugiram.

 

Conforme informações do delegado Bortolotto Remuzzi, os suspeitos que ainda não tiveram a identidade revelada foram detidos quando corriam por uma estrada em rumo desconhecido. Todos foram detidos e encaminhados par prestar depoimento na delegacia de Colniza.


O governador e o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, o secretário de secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Marcos Cunha e o delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Fernando Vasco, acompanham as diligências investigativas para esclarecer o assassinato do prefeito.

 

Pedro Taques garantiu a presença do Estado, por meio da força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública, e a participação da AMM, para acompanhar as investigações e auxiliar o vice-prefeito a tocar o município. "Durante todo o tempo o Estado estará aqui em Colniza, por meio das forças de segurança, nas investigações até o esclarecimento do crime. Cabe ao vice fazer a administração e pedimos a compreensão dos vereadores e da população neste momento de dor", disse.


O secretário Gustavo Garcia afirmou que há um grande empenho de todas as instituições da Segurança Pública para elucidar o crime. "A Polícia Judiciária Civil montou uma força-tarefa, designou um delegado e investigadores experientes, para apoiar a Delegacia de Colniza. Essa força-tarefa irá permanecer na região enquanto for necessário. O sistema de Inteligência também está aqui em prol desse caso lamentável, e todos os comandados da Polícia Civil e da Polícia Militar a fim de dar todo o respaldo para a atuação das forças de segurança", frisou.

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Dez 2017/Jan 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br